Arquivo da tag: praia

Silhueta de homem sentado na proa do barquinho. Ao fundo, a praia.

Que belezas!

Gosta de lugares paradisíacos? Então, tenho um lugar fantástico para recomendar. A Praia do Sono, em Paraty!

É engraçado o fato de lugar paradisíaco sempre ser uma praia, não é verdade? Ninguém nunca se refere assim a uma montanha ou a uma lagoa, não sei por quê. E, fora do tema da natureza, um paraíso, dependendo da pessoa, pode ser também uma grande metrópole, cheia de movimento e pessoas e restaurantes. Enfim. Algo que me passou pela cabeça agora. Continue lendo

Gostou?

O lado doloroso de Barcelona

Foto de uma das praias de Barcelona. Tirada da calçada. Vê-se gente exercitando-se na calçada, um prédio que tem um formato que lembra uma baleia, a areia e o mar.

A paisagem é monótona mas, ainda assim, a praia é um grande atrativo da cidade.

Como eu já disse algumas vezes, em 2008-2009, eu morei em Barcelona, onde fazia um curso de pós-graduação. Eu estava empolgada em morar em uma cidade com praia. Não sei por quê. Afinal, até então, eu só tinha morado em uma cidade com praia mesmo, que era Niterói. Vai entender a minha cabeça. Continue lendo

Gostou?

O lado medieval de uma praia.

Vista do alto da muralha da praia.

Começo falando de Barcelona. Mas todas as fotos são de Tossa de Mar!

Barcelona é uma cidade fantástica e é banhada pelo Mar Mediterrâneo que lhe confere temperaturas agradáveis de água. Não chega a ser morna como as águas das praias do México ou do Nordeste do Brasil. É uma água fresquinha, mas não gelada, como a das praias de Galícia. Quem já frequentou alguma praia galega sabe a que me refiro. Brrrrrrr!

O visual das praias barcelonesas, no entanto, pode deixar a desejar para nós, brasileiros. É que não existem muitos acidentes geográficos em volta. Então, o que se tem é areia, céu e mar. Tudo bem, estes são os componentes principais e característicos de uma praia. Mas é que nós estamos acostumados com umas firulinhas mais. Um morro, uma montanha, uma floresta, umas árvores garbosas, uma saliência do continente mar adentro. Continue lendo

Gostou?

O lado abraçante de Trindade

O mar azul em um dia de sol. A espuma que chega do mar à areia é branca e limpa. Uma parte de um monte está como que lançado ao mar e revestido de uma vibrante e verde vegetação.

Praia de Fora, um exemplo claro de um abraço de uma praia. ;-)

Pensando e me lembrando de Trindade agora, tenho a inevitável necessidade de expressar minha sensação ao estar em algumas de suas exuberantes praias. Não se trata de empregar, simplesmente, adjetivos que qualificariam sua aparência. Trindade nos presenteia com redutos de pura paz, vida e aconchego. Eu me sinto abraçada lá. Em um outro post, comentei que as praias de Formentera, na Espanha, são lindas e paradisíacas, mas que não têm esse abraço a que me refiro. Continue lendo

Gostou?

O lado museu de uma praia

Imagem da praia, vista do alto de uma pedra. Vêem-se seis rochas de uns 15 m de altura em média. São rochas com várias camadas e "esculpidas" pela erosão. Pela areia, pessoas em fila passeiam.

Incomum e linda praia.

Mar, areia, verão. Praia. Um lugar para esticar a canga no chão, deitar e apreciar o entorno. Nadar um pouco, quem sabe?

Na Playa de Aguas Santas ou, como é mais conhecida, Playa de las Catedrales (Praia das Catedrais, em Galego), o panorama é bem diferente. Nada de biquínis ou sungas ou coisa que os valha, nem cangas ou toalhas, muito menos guarda-sol. Ninguém jogando com bola ou peteca e nenhuma criança brincando de fazer castelinhos de areia. Continue lendo

Gostou?

O lado paradisíaco de Formentera

Uma ilha ao horizonte. O mar é transparente perto da costa e azul de diferentes tons mais ao longe.

Praia de Illetes (pronuncia-se Ilhetas). As águas mais cristalinas que já vi.

A primeira vez que fui a Formentera foi em 2009. Minha intenção era conhecer Ibiza e, estando lá, me lembrei da recomendação de uma das meninas que dividiam apartamento comigo em Barcelona: “Aproveita para visitar Formentera. Está perto de Ibiza e é muito bonita.” E lá fui eu, conhecer essas duas ilhas pertencentes à comunidade autônoma das Ilhas Baleares, na Espanha. Continue lendo

Gostou?

O lado amostrinha de Santorini

Vista aérea da parte da ilha onde estão os teleféricos. Vêem-se as típicas casinhas brancas, o mar bem azul e as rochas vulcânicas de que são feitas as ilhas do arquipélago.

Arquitetura típica. Um ar de bem estar e tranquilidade.

Era a última parada do cruzeiro pelas ilhas gregas. Um dos lugares mais comentados e pelo qual eu tinha bastante curiosidade.

Mal suas rochas vulcânicas despontaram no horizonte, todos — ou quase todos — os viajantes do navio largaram o que estavam fazendo (tomando sol ou comendo, provavelmente) para se debruçar na proa a fim de apreciar a impressionante paisagem que se apresentava. Continue lendo

Gostou?