Arquivo da tag: gastronomia

O lado espetacular de um chá

Foto de uma taça transparente com a flor de chá desabrochada dentro. Ao fundo, um sanduíche tipo bagel.

Um espetáculo diante dos meus olhos.

Entrei em uma cafeteria em uma manhã de segunda-feira, em Nottingham, para tomar o meu café-da-manhã. Aliás, seria uma casa de chás? Não sei. Só sei que o lugar estava repleto de delícias para a primeira refeição do dia. Havia croissants e bagels com variados recheios, brownies nas mais diversificadas nuances de chocolates e complementos, uma tortinha de granola que estava uma delícia, muffins de todos os sabores. E, para beber… Bem, para beber, eu ia pedir um Earl Grey, chá preto com toque de bergamota que é um clássico no mundo dos chás e eu adoro. Continue reading “o lado ESPETACULAR de UM CHÁ” »

Gostou?

Os lados es(x)quisitos da horchata.

Quando morei em Barcelona, em 2009, tive o prazer de conhecer uma bebida refrescante chamada horchata de chufa. Ou, em valenciano, orxata de xufa.

Foto de um copo com Horchata.

Horchata geladinha!

Ainda era inverno quando soube, através de uma amiga, da existência desse líquido suavemente doce. A horchata deve ser tomada muito fria, o que nos leva a pensar que deve ser consumida no verão. Principalmente porque, no inverno, só dá vontade de tomar chás, cafés e chocolates quentes. Digo por mim, claro. Os fiéis à cerveja, por exemplo, não a deixam por nada, pouco importando a estação do ano.

Mas, enfim, a horchata, como não é alcoólica, não tem esse apelo nos dias de frio. Mas nos dias quentes, mmmm…! Que delícia!

Estou eu aqui dizendo maravilhas da horchata e, muito provavelmente, acontecerá algo que é pouco vantajoso neste mundo de experiências sensoriais: a expectativa de quem lê este texto. Nós, brasileiros, temos a tendência a preferir o doce bem doce. Continue reading “os lados ES(x)QUISITOS da HORCHATA” »

Gostou?

O lado pouco prático de uma balinha.

Foto de duas balas gigantes. Cada uma tem em torno de 10 x 5 cm.

As curiosas balinhas. Uma sabor limão e a outra, morango.

Está aí uma coisa que eu nunca imaginei ver. Não que seja uma coisa de outro mundo. Não. Afinal há de tudo neste mundo. Mas nunca me passou pela cabeça fazer uma bala do tamanho de um ladrilho. Sim, isso existe. Chama-se Adoquín del Pilar e tem o formato e o tamanho de um paralelepípedo de calçada. Continue reading “o lado POUCO PRÁTICO de uma BALINHA” »

Gostou?

O lado histórico do Pastel de Belém

Agora mesmo, eu estou com muita fome. E com vontade de comer um delicioso pastel de Belém. No entanto, pastéis de Belém só existem em Belém, ó pá! Que óbvio, se o próprio nome já diz. E não é Belém do Pará.

Foto de pasteis de Belém.

Mmmmmm…! É a única legenda que eu consigo pensar para esta imagem.

Esta é uma das situações famosas, passadas de gerações para gerações de turistas que vão a Portugal. Eu nunca passei por isso, mas gente que eu conheço me conta esse tipo de história à exaustão. A pessoa entra em uma confeitaria, vê um pastel de Belém, pede o pastel de Belém no balcão e o atendente diz: “Vais me desculpar, mas nós não temos cá nenhum pastel de Belém.” Claro. Os pastéis são de nata, do mesmo modo que os de Belém são, mas não são “de Belém”. São de Santarém, de Cascais, do Porto, de Coimbra, de Funchal… São de onde os benditos pastéis estejam. Ou seja, a sua localização geográfica no globo terrestre. Ou não. Mas “de Belém”, de jeito nenhum. Continue reading “o lado HISTÓRICO do PASTEL DE BELÉM” »

Gostou?

O lado sincero do Haggis.

Quando se viaja a um lugar, deseja-se conhecer sua cultura, sua História, seu povo, sua natureza e sua comida, claro. Pelo menos eu sou assim.

Na Escócia não foi diferente. Antes de chegar em tal país, ainda passeando pela Irlanda, uma colega de excursão, paquistanesa, que já havia estado em terras escocesas, me disse que eu TINHA que provar o Haggis. E voltou a dizê-lo outras vezes mais.

Padrão decorativo.

Já em Edimburgo, capital escocesa, paramos em um restaurante, uma amiga brasileira e eu, para jantar. “Ummm… Haggis… Acho que vou pedir, é típico daqui!”, disse eu, olhando o cardápio. Ao que a minha amiga comentou: “Eu pediria, mas tenho receio de pedir algo que não conheço. Podia ter uma foto aqui, para a gente ter uma ideia de como é.

Quando a garçonete se aproximou para anotar os pedidos, minha amiga perguntou: “Por favor, estamos querendo pedir o Haggis, mas seria possível ver alguma foto para saber como é? É que não fazemos ideia do que seja.” A mocinha disse: “Oh, sim!” E rapidamente pegou, da outra mesa, uma cartolina A4 plastificada. Pensei: “Nossa! E não é que ela tinha uma foto, separada, do tal prato mesmo?”

Minha amiga pegou a cartolina e começou a fazer caras estranhas. Continue reading “o lado SINCERO do HAGGIS” »

Gostou?

O lado gastronômico do País Basco.

Pintxos, petiscos típicos do País Basco, na Espanha.

Os “pintxos” são petiscos típicos do País Basco, na Espanha.

Minha segunda ida ao País Basco, em novembro de 2013, foi ótima! Foi super tranquila a viagem, de carona com as duas amigas madrilenhas que conheci na excursão à Grécia.  Só teve engarrafamento no início. Mas para mim isso é fichinha. Nada comparado à Ponte ou à Avenida Brasil.

Chegando ao nosso destino, quase que imediatamente nossos amigos bascos nos serviram um pão delicioso e jamón serrano que também estava muito gostoso. E vinho tinto, que agora eu tomo. :) Isso enquanto o Joaquín de Madri não chegava com a sua nova namorada, a Ana. Quando eles chegaram, a Ramona e o Joaquín basco, os anfitriões, nos serviram tzaltziki, que é um molho grego, e salada grega com queijo feta, em homenagem a quando nos conhecemos. (Falando nisso, conto como nos conhecemos aqui.) Continue reading “o lado GASTRONÔMICO do PAÍS BASCO” »

Gostou?