O lado multifacetado da Escócia.

Kilt Rock rocks!

Era outono de 2014. No hemisfério norte, ele começa no final de setembro e vinha chegando para dar uma trégua no calor e colorir as ruas com belos tons avermelhados. De fato, cada estação tem os seus encantos e particularidades. E para aproveitar e se deleitar com esse espetáculo da natureza, um destino altamente recomendável para essa época é a Escócia. E quando digo Escócia, me refiro a diversas cidades.

Edimburgo, a capital, provavelmente é a mais lembrada quando se pensa em território escocês. E de fato é linda, cheia de atrações, movimentada como uma metrópole mas sossegada como uma cidade pequena. Um dos dois castelos mais importantes do país está ali e é o imperdível Edinburgh Castle. Sustentado sobre uma rocha de proporções gigantescas, a edificação que ali repousa exibe ao público um rico conteúdo formado por agradáveis jardins, luxuosos salões, intrigantes acervos militares e ostentosas coleções de jóias.

Hermitage, um conto de fadas!

Mas não se restrinja a Edimburgo.

Ali na cidade mesmo, há várias opções de agências de viagens locais que organizam passeios por todo o país. É uma ótima escolha para quem quer ir direto aos pontos de maior interesse turístico, acompanhado de um guia e com a possibilidade de fazer amigos. No entanto, escolha a agência de sua preferência e reserve os itinerários previamente, pela internet.

A 59 km, na cidade de Stirling, está o castelo de mesmo nome, o Stirling Castle. Tal qual o Edinburgh Castle, é erguido sobre uma colina rochosa. Proporciona ao visitante uma experiência imersiva, trazendo personagens da época renascentista através de atores caracterizados que interagem nos salões e quartos da realeza impecavelmente restaurados. Para a visitação de ambos, vale comprar os ingressos pela internet, a fim de evitar filas.

E se o assunto é natureza, Dunkeld e suas mágicas florestas não podem ficar de fora. Exuberantes, com cachoeiras abundantes e árvores com folhagem que varia do verde ao alaranjado, a Hermitage, como é chamada a mais conhecida delas, vai fazer com que você se sinta dentro de um conto de fadas.

Não deixe de incluir no tour uns dias nas Highlands e na Ilha de Skye. O Vale de Glencoe, por exemplo, deixa qualquer um de queixo caído com sua paisagem austera mas nem por isso menos graciosa. Imaginar as lutas que se deram ali, séculos atrás, entre clãs escoceses é inevitável. O Penhasco de Kilt, que recebe esse nome por lembrar a vestimenta típica dos membros dos clãs, também é bastante emblemático e merece a visita. Durante o passeio pelas Terras Altas, muito provavelmente você vai se deparar com rebanhos de gado highland com um pêlo longo que sem dúvida causa surpresa. E, para quem gosta de um mistério, o Lago Ness certamente vai compor brilhantemente a lista do passeio. Apenas não espere ver o monstro por ali.

O Lago Ness. Sem monstro.

O Castelo de Edimburgo! Vale muito visitar.

As Highlands. Suspiro.

Vaquinha highland com seu cabelão.

Links úteis:

. site do Edinburgh Castle

. site do Stirling Castle

. mais sobre o Hermitage

. agência Haggis Adventure (gostei bastante, mas vale dar uma pesquisada)

Vejam também:

:: o lado SINCERO do HAGGIS ::

:: o lado FOFO de UMA LEMBRANÇA ::

:: o lado ACONCHEGANTE das HIGHLANDS ::

:: o lado MÁGICO de UM CASTELO ::

:: o lado PODEROSO de UMA PALAVRA ::

4 ideias sobre “o lado MULTIFACETADO da ESCÓCIA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *